Sigla para Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS é um benefício trabalhista que existe desde 1966 e consiste em um depósito mensal equivalente a 8% do salário do trabalhador, que deve ser efetuado pela empresa contratante em uma conta bancária do beneficiário na Caixa Econômica Federal.

Esta quantia é acumulativa e não pode ser utilizada quando o funcionário bem entender —somente em situações de demissão, problemas graves de saúde, necessidades pessoais extremas, em caso de morte (neste caso, o valor é repassado aos dependentes) ou para aquisição de imóveis. O FGTS também pode ser sacado por pessoas com mais de 70 anos, entre outras situações especiais.

O FGTS não é descontado do salário do funcionário e é um valor a parte que deve ser pago pelo empregador todos os meses. Embora este seja um benefício bastante conhecido pela população trabalhadora, muitas pessoas têm dúvida sobre como consultar seu próprio FGTS. Quer saber como? Aprenda a seguir:

Como consultar o saldo do FGTS?

Além da possibilidade de consultar uma agência da Caixa Econômica Federal, o trabalhador pode fazer uma consulta online para puxar o extrato do fundo de garantia. O endereço é: www.caixa.gov.br/fgts.

Neste site, é necessário informar o número do PIS/PASEP/NIT (NIS) e uma senha pré-cadastrada. Caso ainda não possua senha cadastrada, basta que o internauta informe o número do NIS para ser redirecionado para uma tela específica para criar a senha.

Por fim, o saldo do FGTS será exibido na tela e o trabalhador poderá consultar a informação quantas vezes quiser, sem restrição. Recentemente, a Caixa Econômica lançou um aplicativo para smartphone que permite a consulta do fundo de garantia pelo próprio celular.